sexta-feira, 21 de Novembro de 2014

tese:

um teste à resistência de qualquer um.
um grito surdo que nem houve de ajuda.

por favor, acaba.

segunda-feira, 3 de Novembro de 2014

habitué

a semana passada vi pela primeira vez os Quinta do Bill.
banda portuguesa que adoro desde miúdo. foi realmente uma excelente memória a guardar.

mais eu gostava de guardar...
tomara poder dizer-te sem medos que ainda és importante. que ainda quero que faças parte. que sinto conforme o primeiro dia.

na realidade:
"se te amo, se não (te) tenho..."

segunda-feira, 13 de Outubro de 2014

6

gostava tanto de hoje te dizer que já já vão 6.
infelizmente,  não posso dizer,
cabe-me imaginar os planos que hoje íamos fazer.



and who knows one day...
little monkey and little bear are back together.

terça-feira, 7 de Outubro de 2014

episódio 12318201419

e a maré cinzenta continua mais uma semana.
hoje vou registar a pior discussão que alguma vez tive.

o ensino do século anterior (sobretudo em colégios religiosos), em que os alunos eram reprimidos, torna as pessoas passivo-agressivas e mal ouvem uma opinião contrária à delas, são terrivelmente defensivas e desligam o bom-senso na totalidade. juntando a isto uma bela dose de repressão profissional com um trabalho 9 às 5 e é terrível

não consigo viver com uma pessoa que me sente em mim uma ameaça ao seu reinado.
neste momento, o objectivo é simples, desligar esta pessoa que não interessa, salvaguardando a relação das que nos são próximas (e as que mais quero o bem!)

a partir deste momento, there's no turning back
(até porque nem a um pedido de desculpas tive direito)

sábado, 27 de Setembro de 2014

aquele estupor.

esse cabrão cobardolas que é o cancro levou-me duas pessoas em dois meses.
ontem, levou um dos meus amigos mais próximos e aquele que eu conservava há mais anos, desde que tínhamos ambos 4 anos.

André, até sempre!
:(



(por ironia do destino, hoje ao jantar celebro uma nova vida)

terça-feira, 16 de Setembro de 2014

#enoughtodream

It's just a spark
But it's enough to keep me going
And when it's dark out, no one's around
It keeps glowing


sexta-feira, 12 de Setembro de 2014

cc

esta, tem palavra a palavra, certinho, tudo o que me passa na cabeça.
UAU!

50 dias - 4 pessoas

O batido cliché de só darmos (mais) valor às coisas depois, é certinho como a água.

Nos últimos 50 dias,
a minha namorada passou a ex e foi de erasmus;
perdi um tio de quem gostava;
saiu um colega de casa que era um bom amigo;
e, hoje, vai sair outro colega de casa e enorme amigo... de há 6 anos!
(fora outras pessoas)

Níveis de 'perda' diferentes, mas todos importantes.
Confesso que hoje, mais do que nunca, estancar com força de rocha não é tarefa fácil. Infelizmente, apenas uma das pessoas não poderei voltar, mas todas as outras, em especial uma, são pessoas que eu adoro (quero que sejam felizes) e daí eu querer partilhar a minha vida diária durante muitos mais anos e até o resto do 'tempo' (estou errado?)

A sensação de ter estas ligações no limbo é pior ainda numa altura tão fulcral como é a minha maratona da tese. Não nego que haja coisas boas também a acontecer, mas a nível pessoal é, provavelmente, a fase mais dura que estou a atravessar e manter sempre a cabeça ocupada para não pensar nestas coisas é igualmente pouco saudável.

Vá lá vão 50 dias. Até quando vai durar este suplício?
A primeira metade de 2014 foi memorável, mas parece que tem um preço a pagar. Tem de ser assim?!